• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
    • 10.21 tabaco-destaque
    • 10.17 observatorio-destaque
    • encontro-sem-terrinha01
    • 10.16 desenho
    • horarios-novos-destaque
    • Livro e documentário “Vidas Tragadas” são lançados durante audiência coletiva sobre cadeia produtiva do tabaco
    • Observatório dos Sistemas Tradicionais e Agroecológicos da Erva-Mate é criado em Curitiba
    • Procuradora-chefe do MPT/Paraná participa da abertura do XIII Encontro Estadual das Crianças Sem Terrinha
    • Pinhais fica em 1º lugar na etapa nacional do MPT na Escola
    • Unidades do MPT/Paraná têm novos horários de atendimento ao público

    Nota pública combate retrocesso normativo na proteção ao trabalhador adolescente e jovem

    (Brasília, 22/10/2019) A Comissão Permanente da Infância e da Juventude (COPEIJ) e a Comissão Permanente de Educação (COPEDUC), ambas do Grupo Nacional de Direitos Humanos (GNDH), vinculado ao Conselho Nacional de Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG),divulgaram nota pública em que repudiam qualquer movimento para alteração normativa que possa reduzir o alcance da aprendizagem profissional. Segundo o documento, propostas neste sentido em debate no Parlamento, podem reduzir as oportunidade de adolescentes e jovens a contratos de aprendizagem e prejudicar especialmente os que estão em situação de vulnerabilidade social.

    Livro e documentário “Vidas Tragadas” são lançados durante audiência coletiva sobre cadeia produtiva do tabaco

    (Curitiba, 21/10/2019) O Ministério Público do Trabalho do Paraná (MPT-PR) sediou nesta quinta-feira (17/10) uma audiência coletiva sobre a cadeia produtiva do tabaco e o lançamento do livro e documentário Vidas Tragadas — que tem como foco a vida de agricultores familiares produtores de fumo. Produzido pela agência Papel Social em parceria com o MPT-PR, Apreaa e ACT, o documentário é resultado de uma pesquisa que percorreu o sul do país identificando casos de violações de direitos humanos na cadeia produtiva do tabaco. O evento de lançamento reuniu estudantes e profissionais de saúde e agricultura, representantes de institutos, universidades, sindicatos, associações, órgãos públicos e agricultores.

    Observatório dos Sistemas Tradicionais e Agroecológicos da Erva-Mate é criado em Curitiba

    (Curitiba, 18/10/2019) A assinatura de um termo de cooperação técnica marcou a instalação oficial do Observatório dos Sistemas Tradicionais e Agroecológicos da Erva-mate, na manhã desta quinta-feira (17 de outubro). O evento, promovido pelo Ministério Público do Trabalho no Paraná (MPT-PR) e pelo Fórum Estadual de Combate ao Uso de Agrotóxicos e Controle do Tabaco no Paraná, reuniu representantes de institutos, universidades, sindicatos, associações, órgãos públicos e agricultores. Assinaram o termo 26 entidades – e outras já demonstraram interesse em aderir ao projeto.

    Observatório do Amianto se reúne no auditório do Ministério Público do Trabalho do Paraná

    (Curitiba, 15/10/2019) Nesta terça-feira (15/10), o Observatório do Amianto se reuniu para discutir novas medidas e iniciativas relativas a conscientização sobre o tema. O evento aconteceu no auditório do Ministério Público do Trabalho do Paraná (MPT-PR). O grupo também debateu propostas para um novo fluxo de atendimento e acompanhamento dos trabalhadores que foram expostos ao amianto. De acordo com a procuradora-chefe do MPT-PR, Margaret Matos de Carvalho, uma vez definido o fluxo de atendimento, a próxima etapa será dar ampla notícia aos trabalhadores.

    Procuradora-chefe do MPT/Paraná participa da abertura do XIII Encontro Estadual das Crianças Sem Terrinha

    (Curitiba, 17/10/2019) A procuradora-chefe do MPT/Paraná, Margaret Matos de Carvalho, participou, nesta quarta-feira (16/10), da abertura do XIII Encontro Estadual das Crianças Sem Terrinha. O evento, que está sendo realizado no município de Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba, e vai até sexta-feira (18/10), reúne cerca de 400 crianças de 6 a 12 anos, vindas de acampamentos e assentamentos do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) do Paraná. A programação do encontro inclui diversas atividades culturais e discussões sobre direitos das crianças e dos adolescentes. Representantes do governo do Estado do Paraná e da Assembleia Legislativa também participaram da abertura do encontro.

    • banner pcdlegal

    • banner audin
    • banner abnt
    • banner corrupcao
    • banner mptambiental
    • banner radio
    • banner trabalholegal
    • banner transparencia
    • banner estagio
    • Portal de Direitos Coletivos